domingo, 25 de agosto de 2013

Tarte Tatin de Amoras



Para mim as tartes tatin têm um defeito e uma qualidade (que rapidamente faz esquecer o defeito).
O defeito tem a ver com a forma como são feitas. Uma vez que são viradas ao contrário, as tartes ficam com um aspecto diferente...digamos que ficam rústicas (para não dizer tortas). 
Mas o seu aspecto rapidamente é esquecido ao dar a primeira dentada. E aí vem a grande qualidade. Exactamente por serem feitas ao contrário, a massa coze sem estar em contacto com o sumo da fruta, o que permite que fique bem crocante e estaladiça. 
Esta foi feita com amoras que são as protagonistas da semana neste blog.
Deliciem-se!



30 min | Fácil

1 base de massa folhada
200g de amoras
4 colheres de sopa de açúcar mascavado
1/2 colher de chá de canela
1 colher de sopa de manteiga

Numa frigideira que possa ir ao forno coloque a manteiga com o açúcar e a canela. Mexa até que a manteiga esteja derretida. Junte as amoras e deixe cozer durante 5 minutos. Retire a frigideira do lume e cubra as amoras com a base da massa folhada. Faça um buraco no centro da massa folhada para que os vapores saiam durante a cozedura. Leve ao forno durante 20 minutos.
Retire a frigideira do forno e vire a tarte sobre um prato. Este deve ser um gesto rápido para que as amoras não caiam da tarte. 

Dica: tenha cuidado para não se queimar ao pegar na frigideira. Como geralmente, quando usamos a frigideira, o cabo está frio, temos tendência para pegar sem a luva.